Seja bem-vindo

O Congresso Nacional de Botânica (CNBot), promovido pela Sociedade Botânica do Brasil (SBB), é a reunião anual dos Botânicos do Brasil. A 68a edição deste evento será realizada na Cidade do Rio de Janeiro de 20 a 25 de agosto de 2017 e tem como tema “Diversidade Vegetal: Conhecimento e Aplicações”. O evento é voltado a alunos, tanto de graduação como de pós-graduação, professores e pesquisadores, e é aberto a todos os interessados na conservação e na sustentabilidade dos recursos naturais, especialmente nos componentes da flora. A última vez que o estado sediou este evento foi há 20 anos.

O Congresso Nacional de Botânica, através de suas mesas redondas, de palestras, exposições de trabalhos, minicursos e de excursões científicas, é o principal fórum de debates da Flora Brasileira. Conta com a participação e a contribuição do que há de mais expressivo na ciência Botânica no Brasil e tem como missão divulgar os avanços obtidos na Botânica e apontar, recomendar e sugerir ações e mecanismos para a área ambiental nacional, colocando à disposição da comunidade científica e de pessoas interessadas informações voltadas para a conservação da natureza e dos recursos naturais.

Este evento nacional, de periodicidade anual, congrega cerca de 3.000 congressistas. Durante sua realização são discutidos temas relacionados à biologia vegetal, de abrangência nacional e internacional, sendo importante oportunidade para os profissionais da área para apresentação e discussão dos projetos de pesquisa concluídos ou em andamento. Da mesma forma, jovens pesquisadores encontram um espaço para divulgar e discutir suas pesquisas, além de ser um fórum ideal para despertar novas vocações, contribuir na formação de recursos humanos e possibilitar novas parcerias de trabalho.
As instituições colaboradoras do 68o Congresso Nacional de Botânica são o Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro (JBRJ), a Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), a Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF), a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a Universidade Federal Fluminense (UFF). Estas instituições estão empenhadas em oferecer infra-estrutura de qualidade durante a realização do evento. A comissão organizadora desta proposta acredita na união de forças de várias instituições do estado do Rio de Janeiro como meio para a construção de um evento em Botânica com uma visão integrada do trinômio Ensino, Pesquisa e Extensão.

O Rio de Janeiro, sede do 68º Congresso Nacional de Botânica, é um município brasileiro, capital do estado homônimo, situado no Sudeste do país. Maior rota do turismo internacional no Brasil, da América Latina e de todo o Hemisfério Sul, a capital fluminense é a cidade brasileira mais conhecida no exterior, funcionando como um retrato nacional. Essa tem o epíteto de Cidade Maravilhosa e aquele que nela nasce é chamado de carioca. Parte da cidade foi designada Patrimônio Cultural da Humanidade, com o nome "Rio de Janeiro: Paisagem Carioca entre a Montanha e o Mar", classificada pela UNESCO em 1º de julho de 2012.

É também um dos principais centros econômicos, culturais e financeiros do país, sendo internacionalmente conhecida por diversos ícones culturais e paisagísticos, como o Pão de Açúcar, o morro do Corcovado com a estátua do Cristo Redentor, as praias da zona sul e da Barra da Tijuca, entre outras, o Estádio do Maracanã, o Estádio Nilton Santos, o bairro boêmio da Lapa e seus arcos, o Teatro Municipal do Rio de Janeiro, as florestas da Tijuca e da Pedra Branca, a Quinta da Boa Vista, a Biblioteca Nacional, os museus MAR (Museu de Arte do Rio) e do Amanhã e toda a nova região do Porto Maravilha, a ilha de Paquetá, o réveillon de Copacabana, o carnaval carioca, a Bossa Nova e o samba. Além disso, contemplado por grande número de universidades e institutos, é o segundo maior pólo de pesquisa e desenvolvimento do Brasil, responsável por 19% da produção científica nacional. Por fim, o Rio de Janeiro representa o segundo maior PIB do país estimado em cerca de 140 bilhões de reais (IBGE/2007), sendo considerado uma cidade global beta - pelo inventário de 2008 da Universidade de Loughborough (GaWC).

Durante a realização do Congresso Nacional de Botânica serão homenageados importantes nomes da pesquisa botânica do Rio de Janeiro e premiados trabalhos de iniciação científica e de pós-graduação apresentados durante o evento, selecionados por uma comissão nas apresentações das sessões técnicas.
Trata-se de um evento de grande importância para o estado do Rio de Janeiro, destacando sua inserção em uma área de grande riqueza natural e cultural, cujos processos de conservação encontram-se ameaçados, contribuindo desta maneira para o conhecimento e sua preservação.

Sejam bem-vindos ao 68º Congresso Nacional de Botânica!!!
Comissão Organizadora do 68º Congresso Nacional de Botânica